Are you the publisher? Claim or contact us about this channel


Embed this content in your HTML

Search

Report adult content:

click to rate:

Account: (login)

More Channels


Showcase


Channel Catalog


Channel Description:

Quando eu era menino, minha mãe me comprava uma série de revistas especializadas em astros da televisão. Muitas dessas revistas se perderam ao longo do tempo, muitas eu preservei e outras eu guardei apenas recortes. Nossos ídolos envelhecem, a gente envelhece, mas no nosso coração ficam guardadas as lembranças de um tempo que passou.Esse blog é minha forma de compartilhar com o mundo as imagens desse tempo. Boa viagem! Contato do blog: oriaselias@gmail.com

older | 1 | 2 | 3 | (Page 4) | 5 | 6 | .... | 11 | newer

    0 0

    Rildo dos Santos Gonçalves  nasceu em Recife (PE) no dia  4 de abril de 1930. Seu interesse pela vida artística teve início na adolescência, cantando em igrejas e rádios.  No início dos anos 1950 mudou-se para o Rio, onde ingressou no Teatro do Estudante, grupo de teatro dirigido por Pachoal Carlos Magno. Do teatro passou a atuar em filmes e teleteatros, passando depois para as novelas como contratado da TV Tupi, onde participou de várias produções em quase duas décadas.  No final dos anos 1970, descontente com sua carreira na televisão formou-se em filosofia e Direito, passando a atuar como advogado criminalista.

    Entre seus muitos trabalhos em teatro estão as peças Pedreira das Almas; Mulher, Melhor Investimento; A Calça; O Que o Mordomo Viu e Novela das Oito

    Na televisão, seus traços fortes e marcantes o levaram a interpretar personagens vilanescos e entre seus trabalhos de maior sucesso  destaca-se o terrível Dr. Gondim, um dos grandes vilões da novela Ídolo de Pano.  

    Rildo Gonçalves

    Rildo Gonçalves
    Rildo Gonçalves

    Rildo Gonçalves

    Rildo Gonçalves

    Rildo Gonçalves

    Rildo Gonçalves

    Rildo Gonçalves

    Rildo Gonçalves

    Rildo Gonçalves

    Rildo Gonçalves
    Rildo Gonçalves


    Rildo Gonçalves com Laura Cardoso no teleteatro Hamlet
    Rildo Gonçalves com Vida Alves no teleteatro A Dama das Camélias

    Rildo Gonçalves com Marisa Sanches em Alma Cigana (TV Tupi, 1964), novela de Ivani Ribeiro

    Rildo Gonçalves com Ana Rosa e Amilton Fernandes em Alma Cigana 
    Rildo Gonçalves em Alma Cigana
    Rildo Gonçalves com Ana Rosa em Alma Cigana

    Rildo Gonçalves com Lisa Negri em A outra (TV Tupi, 1965), novela de Walter George Durst


    Rildo Gonçalves com Wilson Fragoso em Somos Todos Irmãos (TV Tupi, 1966), novela de Benedito Ruy Barbosa
    Rildo Gonçalves (à dir.) em Somos Todos Irmãos (


    Rildo Gonçalves com Ana Rosa em O Anjo e o Vagabundo (TV Tupi, 1966/67), novela de Benedito Ruy Barbosa
    Rildo Gonçalves com Adriano Reys em Bel Amy (TV Tupi, 1972), novela de Ody Fraga

    Rildo Gonçalves com Carmem Silva em Ídolo de Pano (TV Tupi, 1974/75), novela de Teixeira Filho

    Rildo Gonçalves com Dênis Carvalho em Ídolo de Pano 

    Rildo Gonçalves com Geni Prado e Glauce Graieb no lançamento de Ídolo de Pano 

    Rildo Gonçalves com Adriano Reys e Yara Lins em Ídolo de Pano 

    Rildo Gonçalves numa cena de Ídolo de Pano com Silvio Francisco, Eudoxia Acuña, Adriano Reys e Carmem Silva  

    Rildo Gonçalves com Adriano Reys em Ídolo de Pano 

    Rildo Gonçalves com o elenco de Ídolo de Pano 

    Rildo Gonçalves com Débora Duarte e Márcia de Windsor em O Profeta (TV Tupi, 1977/78), novela de Ivani Ribeiro

    Rildo Gonçalves com Glauce Graieb em O Profeta 

    Rildo Gonçalves com Ruthinéia de Morais, Victor Branco, Guilherme Correia e Thaís de Andrade na peça Novela das Oito 
    Rildo Gonçalves com Cleyde Yáconis e Jonas Melo em 1970, ensaiando a peça Medéia, em que interpretou o papel de Creonte.


    Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), O Cruzeiro, Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog Revista Amiga e Novelas (Césio Gaudereto), sites diversos da Internet, Programas de Teatro

    0 0

    Serafim Gonzalez  nasceu na cidade de Sertãozinho (SP) em 19 de maio de 1934. Filho de espanhóis, começou sua carreira em Santos, aos catorze anos. Sua estréia na televisão deu-se ainda no tempo da programação ao vivo. Atuou em diversas novelas da TV Excélsior (Sublime Amor,  A Muralha, Legião dos Esquecidos,  A Menina do Veleiro Azul,  Os Estranhos, Dez Vidas) e TV Tupi (O Pequeno Lord, Nossa Filha Gabriela, Signo da Esperança, Camomila e Bem-me-Quer, Os Inocentes, Papai Coração, Um Sol Maior, Aritana, Roda de Fogo, Gaivotas). Na emissora paulista, seu maior sucesso foi  Mulheres de Areia, onde viveu a personagem Alemão. Além de ator ele também era o escultor das estátuas de areia que na trama eram esculpidas pelo Tonho da Lua (Gianfrancesco Guarnieri). Outros  grandes sucessos foram A Viagem, como Ismael, o ex-marido da personagem Estela (Irene Ravache), Ídolo de Pano, como o Dr. Fontes, um médico perseguido pelo ciúme doentio da mulher dondoca (Lucy Meirelles) e Ovelha Negra, como o fazendeiro Cirilo, pai e rival do filho, vivido na trama por Rolando Boldrin.
    Entre os anos 1970 e 1980 marcou presença em dezenas de filmes no estilo pornochanchadas, entre elas, sucessos de bilheteria como Convite ao Prazer(1980),  Me Deixa de Quatro (1981), O Inseto do Amor (1980).
    Com o fim da TV Tupi, atuou em novelas do SBT (Fascinação, Chiquititas, Antônio Alves, Marisol, Picara Sonhadora, Jogo do Amor, Cristal), TV Bandeirantes (Ninho da Serpente), TV Manchete (Ana Raio e Zé Trovão, Tocaia Grande), TV Record (A História de Ester, Escrava Isaura). Na TV Globo, onde teve seu último sucesso em televisão, na novela Belíssima, de Silvio de Abreu em 2005, participou de novelas (Mulheres Apaixonadas, Felicidade, Anjo Mau) e minisséries (Abolição, Sampa, Memórias de Um Gigolô, Mad Maria, Aquarela do Brasil, Dona Flor e Seus Dois Maridos).


    Serafin Gonzalez morreu  de insuficiência respiratória, aos 72 anos de idade,  na cidade de Santos em 29 de abril de 2007. Era casado, desde 1955, com a ex-atriz Mara Hüsemann, com quem teve três filhos.


    Serafim Gonzalez

    Serafim Gonzalez
    Serafim Gonzalez

    Serafim Gonzalez

    Serafim Gonzalez
    Serafim Gonzalez

    Serafim Gonzalez e o elenco de Camomila e Bem-Me-Quer (TV Tupi, 1972), novela de Ivani Ribeiro

    Serafim Gonzalez e o elenco de Mulheres de Areia (TV Tupi, 1973), novela de Ivani Ribeiro

    Serafim Gonzalez, Cleyde Yáconis, Gianfrancesco Guarnieri, Carlos Zara e Eva Wilma em Mulheres de Areia

    Maria Izabel de Lizandra, Carlos Zara, Eva Wilma, Cleyde Yáconis e Serafim Gonzalez em Mulheres de Areia

    Serafim Gonzalez com Ana Rosa em Mulheres de Areia

    Serafim Gonzalez em Mulheres de Areia

    Serafim Gonzalez com Gianfrancesco Guarnieri em Mulheres de Areia

    Serafim Gonzalezcom Yvan Mesquita em Mulheres de Areia

    Serafim Gonzalezcom Maria Estela em Mulheres de Areia

    Serafim Gonzalez com Jonas Melo em Os Inocentes (TV Tupi, 1974), novela de Ivani Ribeiro

    Serafim Gonzalez com Lucy Meirelles, Suzana Gonçalves e Cleston Teixeira em Ídolo de Pano (TV Tupi,  1974/1975), novela de Teixeira Filho

    Serafim Gonzalez com Laura Cardoso e Tony Ramos em Ídolo de Pano

    Serafim Gonzalez com Suzana Gonçalves em Ídolo de Pano

    Serafim Gonzalez com Silvia Leblon em Ídolo de Pano

    Serafim Gonzalez com Laura Cardoso em Ídolo de Pano

    Serafim Gonzalez com Dênis Carvalho, Lucy Meirelles e Suzana Gonçalves em Ídolo de Pano

    Serafim Gonzalez com Rolando Boldrin, Cleyde Yáconis, Francisco di Franco, Geórgia Gomide, Ednei Giovenazzi e Laura Cardoso em Ovelha Negra (TV Tupi, 1975), novela de Walter Negrão e Chico de Assis

    Serafim Gonzalez com  Ednei Giovenazzi em Ovelha Negra

    Serafim Gonzalez com Rachel Araújo, Rolando Boldrin e Cleyde Yáconis em Ovelha Negra

    Serafim Gonzalez com Eva Wilma em A Viagem (TV Tupi, 1975/76), novela de Ivani Ribeiro

    Serafim Gonzalez com Irene Ravache e Suzi Camacho em A Viagem

    Serafim Gonzalez com Eva Wilma em A Viagem

    Serafim Gonzalez com Eva Wilma em A Viagem

    Serafim Gonzalez com Eva Wilma em A Viagem

    Serafim Gonzalez com Paulo Goulart e Nicete Bruno em Papai Coração (TV Tupi, 1976), novela de José Castellar
    Serafim Gonzalez com Rolando Boldrin em Roda de Fogo (TV Tupi, 1978), novela de Sérgio Jockymann

    Serafim Gonzalez em Roda de Fogo 

    Serafim Gonzalez com o elenco de Gaivotas (TV Tupi, 1979), novela de Jorge Andrade
    Serafim Gonzalez com Maria Estela, Carlos Briani e Martha Mellinger em Pícara Sonhadora (SBT, 2001)


    Serafim Gonzalez com Meire Vieira no filme As Prostitutas do Dr. Alberto (1981), direção de Alfredo Sternheim

    Serafim Gonzalez com Roberto Maia no filme O Convite ao Prazer (1980),  direção de Walter Hugo Khouri


    Serafim Gonzalez com Helena Ramos no filme O Convite ao Prazer

    Serafim Gonzalez com Helena Ramos no filme O Convite ao Prazer

    Serafim Gonzalez com Wilma Dias no filme O Convite ao Prazer

    Serafim Gonzalez com Roberto Maia e Wilma Dias no filme O Convite ao Prazer

    Serafim Gonzalez  no filme As Filhas do Fogo (1978), direção de Walter Hugo Khouri

    Serafim Gonzalez  no filme As Filhas do Fogo (1978)

    Serafim Gonzalez com Mário Benvenutti, José Miziara, Helena Ramos e Felipe Levy no filme Os Indecentes (1980), direção de Antonio Meliande
    Serafim Gonzalez com Claudete Joubert no filme Os Indecentes (1980)

    Serafim Gonzalez com Claudete Joubert e Felipe Levy no filme Os Indecentes (1980)

    Serafim Gonzalez com Claudete Joubert no filme Os Indecentes (1980)

    Serafim Gonzalez  no filme  Incesto - Um Desejo Proibido (1976), direção de Fauzi Mansur

    Serafim Gonzalez  no filme  Incesto - Um Desejo Proibido (1976)

    Serafim Gonzalez  com Matilde Mastrange no filme  Incesto - Um Desejo Proibido (1976)

    Serafim Gonzalez  com Rosana Ghessa no filme  Me Deixa de Quatro (1981), direção Fauzi Mansur

    Serafim Gonzalez com Helena Ramos no filme  Me Deixa de Quatro (1981)


    Serafim Gonzalez  no filme  Retrato Falado de Uma Mulher Sem Pudor (1982)

    Serafim Gonzalez  no filme  Retrato Falado de Uma Mulher Sem Pudor (1982), direção de Jair Correia e Hélio Porto

    Serafim Gonzalez  com Luiz Carlos de Morais no filme  Retrato Falado de Uma Mulher Sem Pudor (1982)

    Serafim Gonzalez com Zélia Diniz no filme O Inseto do Amor (1980), direção de Fauzi Mansur
    Serafim Gonzalez  com Ênio Gonçalves no filme  Sexo às Avessas (1982), direção de Fauzi Mansur


    Serafim Gonzalez  no filme  Sexo às Avessas (1982)

    Serafim Gonzalez  com Carlos Capeletti e Mário Benvenutti no filme  S.O.S. Sex-Shop (1984), direção de Pedro carlos Rovai


    Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog Revista Amiga e Novelas (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, Cedoc (TV Globo), site SBT, sites diversos da Internet, site Banco de Conteudos Culturais (www.bcc.org.br) 


    0 0

    Renata Mirra Ana Maria Fronzi nasceu  na cidade de Rosário (Argentina) em 1º. de Agosto de 1925.
    Filha e neta de artistas italianos, veio pra O Brasil ainda menina. Estudou balé e estreou nos palcos aos 15 anos de idade, atuando na comédia Sol de Primavera, na Cia de Teatro de Eva Todor. Pelas mãos do legendário Walter Pinto, entrou para o Teatro de Revista em 1945, num espetáculo chamado Rabo de Foguete, se tornando em pouco tempo uma  prestigiada vedete.
    Por  imposição do pai, voltou à Argentina onde permaneceu 2 anos. Com a morte dele, voltou para o Brasil e aos espetáculos. Pouco tempo depois se casaria com o locutor César Ladeira e juntos  fundaram sua própria Companhia de Revista.  Com o declínio do Teatro de Revista nos anos 1960, Renata Fronzi dedicou-se ao cinema e à televisão, onde se destacou no programa de humor A Família Trapo.  Nos anos 1970, aderiu às novelas, sempre em papéis cômicos.

    Renata Fronzi morreu em 15 de Abril de 2008, aos 82 anos, vítima de complicações devido à diabetes.

    Renata Fronzi 

    Renata Fronzi 

    Renata Fronzi 

    Renata Fronzi 

    Renata Fronzi 

    Renata Fronzi 

    Renata Fronzi 

    Renata Fronzi 

    Renata Fronzi 
    Renata Fronzi 
    Renata Fronzi

    Renata Fronzi 
    Renata Fronzi - 1962

    Renata Fronzi 
    Renata Fronzi 

    Renata Fronzi com Cyll Farney no cinema

    Renata Fronzi com Ankitto no cinema

    Renata Fronzi com Zé Trindade no cinema

    Renata Fronzi com Dercy Gonçalves no cinema
    Renata Fronzi com Otelo Zeloni no cinema

    Renata Fronzi com Otelo Zeloni e Cleber Drable na versão para o cinema de Família Trapo

    Renata Fronzi com Otelo Zeloni, Ronald golias, Cidinha Campos e Jô Soares no programa Família Trapo

    Renata Fronzi com Paulo Padilha na novela A Patota (TV Globo)

    Renata Fronzi com fernando José e Paulo Padilha na novela A Patota (TV Globo)

    Renata Fronzi com Arthur Costa Filho na novela A Patota (TV Globo)

    Renata Fronzi com Paulo Padilha, Lúcia Alves, Débora Duarte e Arthur Costa Filho na novela A Patota (TV Globo)

    Renata Fronzi com Nívea Maria na novela O Semideus (TV Globo)

    Renata Fronzi com Nívea Maria na novela O Semideus 

    Renata Fronzi com Juca de Oliveira na novela O Semideus

    Renata Fronzi na novela O Semideus 

    Renata Fronzi na novela O Semideus 

    Renata Fronzi com Sérgio de Oliveira e Nívea Maria na novela O Semideus

    Renata Fronzi com Yara Cortes e Gracinda Freire na novela O Semideus 

    Renata Fronzi com Lauro Corona, Eloísa Mafalda e Andrea Beltrão na novela Corpo a Corpo (TV Globo)

    Renata Fronzi com Daniel Dantas e Cláudio Correa e castro na novela Chega Mais (TV Globo)

    Renata Fronzi com Lélia Abramo na novela Pão Pão, Beijo Beijo (TV Globo)

    Renata Fronzi  na novela Mico Preto (TV Globo)

    Renata Fronzi com Ítalo Rossi e Natália do Vale na novela Transas e Caretas (TV Globo)

    Renata Fronzi com Ronald Golias    no programa Bronco (TV Tupi)
    Renata Fronzi com Ary Fontoura na peça Sábado, Domingo e Segunda
    Renata Fronzi com Ary Fontoura na peça Sábado, Domingo e Segunda

    Renata Fronzi com João Paulo Adour, Françoise Forton e Rubens de Falco na peça Boeing Boeing

    Renata Fronzi no livro Chorar de Rir (Coleção Aplauso)
    Renata Fronzi 

    Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), O Cruzeiro, Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog Revista Amiga e Novelas (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, Cedoc (TV Globo), sites diversos da Internet, site Banco de Conteudos Culturais (www.bcc.org.br) 

    0 0

    Ivan Mesquita nasceu no Rio de Janeiro em 17 de março de 1932.
    Iniciou sua carreira na televisão na TV Excélsior, na novela Mãe, escrita por Ivani Ribeiro. Da mesma autora ele participou de outras 10 novelas.  Nos anos 1970 transferiu-se para a TV Tupi, onde atuou com destaque em novelas como Mulheres de Areia, Vitória Bonelli e  A Barba Azul. Na década seguinte foi para a TV Globo.  Ao todo atuou em  mais de 40 trabalhos na TV entre novelas e minisséries. Na vida pessoal foi casado 4 vezes e teve 10 filhos.
    Ivan Mesquita morreu no dia 01 de Agosto de 2011, aos 79 anos, no Rio de Janeiro, em conseqüência de complicações decorrentes de diabetes.
    Na TV Excélsior atuou nas novelas:   Mãe (1964), A Moça Que Veio de Longe (1964),  Melodia Fatal (1964), Folhas ao Vento (1964), Os Quatro Filhos (1965), A Deusa Vencida (1965), Almas de Pedra (1966), As Minas de Prata (1966) e O Grande Segredo (1967)
    Na TV Record: A Última Testemunha (1968) e Algemas de Ouro (1969)
    Na TV Tupi: Amor sem Deus (1968), As Bruxas (1970), O Meu Pé de Laranja Lima (1970), Nossa Filha Gabriela (1971), Na Idade do Lobo (1972), Vitória Bonelli (1972), Mulheres de Areia (1973), A Barba Azul (1974), Ovelha Negra (1975), Canção para Isabel (1976)

    Na TV Globo:  O Pulo do Gato (1978), Água Viva (1980), O Amor é Nosso (1981), Ciranda de Pedra (1981), Terras do Sem Fim (1982), Sol de Verão (1982), Corpo a Corpo (1984), Grande Sertão: Veredas (1985), Sinhá Moça (1986), Araponga (1990), Tereza Batista (1992), Os Maias (2001).


    Ivan Mesquita 

    Ivan Mesquita 

    Ivan Mesquita 

    Ivan Mesquita 

    Ivan Mesquita 
    Ivan Mesquita 

    Ivan Mesquita 
    Ivan Mesquita 


    Ivan Mesquita com Regina Duarte em A Deusa Vencida (TV Excélsior, 1965), novela de Ivani Ribeiro

    Ivan Mesquita com Glória Menezes em Almas de Pedra (TV Excélsior, 1966), novela de Ivani Ribeiro

    Ivan Mesquita com  Marlene França em Almas de Pedra 

    Ivan Mesquita com Regina Duarte, Procópio Ferreira e Glória Menezes na TV Excélsior

    Ivan Mesquita com Stênio Garcia e Maria Isabel de Lizandra em As Minas de Prata (TV Excélsior, 1966), novela de Ivani Ribeiro

    Ivan Mesquita (à dir.) com o elenco de Algemas de Ouro (TV Record, 1969), novela de Benedito Rui Barbosa

    Ivan Mesquita (à esq.) com o elenco de As Bruxas (TV Tupi 1970), novela de Ivani Ribeiro


    Ivan Mesquita (à esq.) com o elenco de Meu Pé de Laranja Lima (TV Tupi 1970), novela de Ivani Ribeiro
    Ivan Mesquita em Meu Pé de Laranja Lima 
    Ivan Mesquita  com Bete Mendes em  Nossa Filha Gabriela (TV Tupi 1971), novela de Ivani Ribeiro
    Ivan Mesquita  em  Nossa Filha Gabriela 


    Ivan Mesquita  com Bete Mendes em  Na Idade do Lobo (TV Tupi 1972), novela de Sérgio Jockymann

    Ivan Mesquita  com Berta Zemel, Ana Maria Dias e Yara Lins em  Vitória Bonelli (TV Tupi 1972), novela de Geraldo Vietri

    Ivan Mesquita  com Yara Lins e Carlos Augusto Strazzer em  Vitória Bonelli 

    Ivan Mesquita  com Berta Zemel, Ruthinéia de Morais e Carlos Augusto Strazzer em  Vitória Bonelli 

    Ivan Mesquita  e Yara Lins em  Vitória Bonelli 

    Ivan Mesquita  com Carlos Alberto Riccelli e Berta Zemel numa cena de  Vitória Bonelli 

    Ivan Mesquita  com Carlos Alberto Riccelli e Berta Zemel numa cena de  Vitória Bonelli 


    Ivan Mesquita  com Cláudio Correa e Castro, Márcia Maria, Eva Wilma, Carlos Zara e Edgar Franco em  Mulheres de Areia (TV Tupi 1973), novela de Ivani Ribeiro

    Ivan Mesquita com Gianfrancesco Guanieri, Eva Wilma e Cleyde Yáconisno lançamento de  Mulheres de Areia

    Ivan Mesquita (centro) com o elenco de Mulheres de Areia

    Ivan Mesquita (centro) com o elenco de Mulheres de Areia

    Ivan Mesquita com Gianfrancesco Guanieri em  Mulheres de Areia

    Ivan Mesquita com Analu Grace em  Mulheres de Areia

    Ivan Mesquita em  Mulheres de Areia

    Ivan Mesquita em  Mulheres de Areia

    Ivan Mesquita com Serafim Gonzalez em  Mulheres de Areia

    Ivan Mesquita  em  Mulheres de Areia

    Ivan Mesquita com Gianfrancesco Guanieri em  Mulheres de Areia
    Ivan Mesquita  em  Mulheres de Areia

    Ivan Mesquita  com Cláudio Correa e Castro, Márcia Maria, Eva Wilma e Carlos Zara em  Mulheres de Areia 
      com Cláudio Correa e Castro, Ivan Mesquita, Carlos Zara, Eva Wilma, Edgar Franco e Márcia Maria em  Mulheres de Areia 

    Ivan Mesquita  com Yolanda Cardoso em  A Barba Azul (TV Tupi 1974), novela de Ivani Ribeiro

    Ivan Mesquita  com Wanda Stefânia, Yolanda Cardoso e Haroldo Botta em  A Barba Azul 

    Ivan Mesquita foi casado com a atriz Maria Estela

    Ivan Mesquita com sua quarta mulher e dois de seus filhos

    Ivan Mesquita com Tony Ramos em  Baila Comigo (TV Globo, 1981), novela de Manoel Carlos

    Ivan Mesquita com Dina Sfat no Caso Especial A Morte de Quincas Berro Dágua (TV Globo, 1978)
    Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), O Cruzeiro, Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog Revista Amiga e Novelas (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, Cedoc (TV Globo), sites diversos da Internet 



    0 0


    Wálter Gerhard Forster  nasceu na cidade de Campinas(SP) em  23 de março de 1917
    Um dos pioneiros da televisão brasileira, foi radioator, ator de cinema e de teatro.

    Descendente de alemães por parte de pai e de suíços por parte de mãe, começou sua carreira na Rádio Bandeirantes atuando como locutor e redator. Em 1947 foi trabalhar na Rádio Tupi, atuando como diretor artístico do elenco de radionovelas. Participou ativamente da implantação do primeiro canal de televisão do Brasil (TV Tupi, 1950). Ao lado de Vida Alves, Lima Duarte, Lia de Aguiar, José Parise e Dionísio Azevedo atuou numa das primeiras novelas de televisão, Sua Vida me Pertence (1951), na qual protagonizou o primeiro beijo na boca com Vida Alves.

    Trabalhou também na TV Paulista (hoje TV Globo, Canal 5), atuando nas primeiras novelas da emissora.  De volta à TV Tupi, participou de novelas importantes como Beto Rockfeller e Super Plá.  Mas sua grande contribuição foi como diretor artístico da emissora. 



    Walter Forster morreu em São Paulo, no dia 3 de setembro de 1996, aos 79 anos de idade, vítima de um ataque cardíaco.

    Walter Forster

    Walter Forster

    Walter Forster
    Walter Forster

    Walter Forster em 1974 numa homenagem a Eva Wilma no programa Clube dos Artistas com o diretor Edson Braga e Lolita Rodrigues

    Walter Forster com Flávio Cavalcanti e Aracy Balabanian na TV Tupi.

    Walter Forster no filme Luar do Sertão (1949)

    Walter Forster no filme Luar do Sertão (1949)

    Walter Forster no filme Luar do Sertão (1949)


    Walter Forster com Reginaldo Farias no filme Toda Donzela Tem Um Pai Que é Uma Fera (1966)
    Walter Forster com Reginaldo Farias e John Herbert no filme Toda Donzela Tem Um Pai Que é Uma Fera (1966)


    Walter Forster com Angelina Muniz no filme Tchau Amor (1982)

    Walter Forster no filme Os Paqueras (1969)

    Walter Forster no filme Os Paqueras (1969)

    Walter Forster com Paulo José no filme O Homem Nú (1968)

    Walter Forster com Theresa Amayo num teleteatro da TV Tupi

    Walter Forster com Vida Alves na novela Sua Vida Me Pertence (TV Tupi, 1951)

    Walter Forster com Vida Alves na novela Sua Vida Me Pertence (TV Tupi, 1951)

    Walter Forster com Leila Diniz na novela Paixão de Outono (TV Paulista, 1965)

    Walter Forster com Sérgio Brito na novela Paixão de Outono (TV Paulista, 1965)

    Walter Forster na novela Paixão de Outono (TV Paulista, 1965)

    Walter Forster na novela Paixão de Outono (TV Paulista, 1965)

    Walter Forster com Irene Ravache na novela Beto Rockfeller (TV Tupi, 1968)
    Walter Forster com Irene Ravache na novela Beto Rockfeller

    Walter Forster com Irene Ravache na novela Beto Rockfeller (TV Tupi, 1968)

    Walter Forster com Maria Della Costa na novela Beto Rockfeller (TV Tupi, 1968)

    Walter Forster com Marília Pêra, Othon Bastos e Karin Rodrigues na novela Super Plá (TV Tupi, 1969)

    Walter Forster com  Karin Rodrigues na novela Super Plá (TV Tupi, 1969)

    Walter Forster com Márcia de Windsor na novela Na Idade do Lobo (TV Tupi, 1972)

    Walter Forster com Silvia Leblon e Márcia de Windsor na novela Na Idade do Lobo (TV Tupi, 1972)

    Walter Forster com Berta Zemel na novela Vitória Bonelli (TV Tupi, 1972)

    Walter Forster com Berta Zemel na novela Vitória Bonelli (TV Tupi, 1972)

    Walter Forster com Berta Zemel na novela Vitória Bonelli (TV Tupi, 1972)

    Walter Forster com Dênis Carvalho na novela Ídolo de Pano (TV Tupi, 1974)

    Walter Forster com Ewerton de Castro, Silvia Leblon e Laura Cardoso na novela Ídolo de Pano

    Walter Forster com Dênis Carvalho na novela Ídolo de Pano

    Walter Forster com Sílvio Francisco na novela Ídolo de Pano

    Walter Forster com o elenco de Ídolo de Pano


    Walter Forster com Márcia de Windsor e o diretor Orlando Negrão na Tv Tupi

    Walter Forster com Nádia Lippi numa foto para a revista Sétimo Céu

    Walter Forster com Lady Francisco numa foto para a revista Sétimo Céu

    Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), O Cruzeiro, Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog Revista Amiga e Novelas (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, Cedoc (TV Globo), sites diversos da Internet, site Banco de Conteudos Culturais (www.bcc.org.br) 


    0 0


    Paulo Padilha nasceu na cidade de Pelotas (RS) em  1928.

    Fez parte do elenco de vários sucessos da TV Globo, a exemplo de A Rainha Louca (1967), Anastácia  (1967), Sangue e Areia (1968), A Última Valsa (1969), A Ponte dos Suspiros (1969), Assim na Terra Como no Céu(1970), Minha Doce Namorada (1971), Bicho do Mato (1972), A Patota (1972/73),  Cavalo de Aço (1973) e O Semideus (1973/74). Em 1974 transferiu-se para a TV Tupi onde atuou em A Barba Azul (1974) e Xeque Mate(1976). Também atuou em diversos espetáculos teatrais.

    Em 1977, Paulo Padilha cometeu suicídio, atirando-se do quarto andar do prédio onde morava na Rua Jaguaribe, em São Paulo, aos 49 anos de idade. 


    Paulo Padilha 


    Paulo Padilha com Ênio Santos, Zilka Salaberry e Cláudio Marzo em Sangue e Areia, novela de Janete Clair

    Paulo Padilha com Cláudio Marzo em Sangue e Areia

    Paulo Padilha com Paulo Gonçalves e Leila Diniz em Anastácia, novela de Janete Clair

    Paulo Padilha com Rubens de falco, Amilton Fernandes, Theresa Amayo e Nathália Timberg em A Rainha Louca, novela de Glória Magadan

    Paulo Padilha com Jardel Filho em A Ponte dos Suspiros, novela de Dias Gomes

    Paulo Padilha com Francisco Cuoco e Vanda Lacerda em Assim na Terra Como no Céu, novela de Dias Gomes

    Paulo Padilha com Célia Biar e Luiz Delfino em Bicho do Mato, novela de Renato Correia e Chico de Assis

    Paulo Padilha com Renata Fronzi em A Patota, novela de Maria Clara Machado

    Paulo Padilha com Renata Fronzi em A Patota

    Paulo Padilha com Renata Fronzi, Lúcia Alves e Débora Duarte em A Patota


    Paulo Padilha com Carlos Vereza em Cavalo de Aço, novela de Walter Negrão

    Paulo Padilha com Francisco Cuoco e Juca de Oliveira em O Semideus, novela de Janete Clair

    Paulo Padilha com Tarcísio Meira em O Semideus

    Paulo Padilha com Juca de Oliveira e Felipe Carone em O Semideus

    Paulo Padilha com Rodolfo Mayer em Xeque Mate, novela de Walter Negrão e Chico de Assis

    Paulo Padilha no Teatro Tablado

    Paulo Padilha com Paulo Araújo, Glauce Rocha e Mário Lago na peça  Está Lá Fora um Inspetor

    Paulo Padilha com o elenco da peça Os Rapazes da Banda

    Paulo Padilha com Emiliano Queiroz numa fotonovela da revista Amiga
    Paulo Padilha com Vanda Lacerda na peça Quem Tem Medo de Virgínia Woolf

    Paulo Padilha com Vanda Lacerda na peça A Moratória

    Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), O Cruzeiro, Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog Revista Amiga e Novelas (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, Cedoc (TV Globo), sites diversos da Internet 



    0 0

    Lídia Costa nasceu em São Paulo no dia 8 de dezembro de 1925. Iniciou sua carreira em 1948, fazendo radio-novelas.  Trabalhou nas Rádios Bandeirantes, Cultura e Tupi. Quando surgiu a televisão passou a fazer parte do elenco das Associadas, fazendo teleteatros.

    Em 1959 foi para o Recife atuar em programas de auditório como “Black-tie” e “Você faz o Show” e o programa infantil “Clube do Roy Rogers”. Voltando a São Paulo foi para a TV Excélsior atuar em novelas onde se destacou em “Os Quatro Filhos” e “Os Fantoches”. Na TV Globo atuou em “Saramandaia”, de Dias Gomes no papel de Mãe Leocádia. Em seguida fez “O Espantalho” de Ivani Ribeiro, na TVS, onde viveu o papel de Celeste.

    Lídia Costa atuou em várias séries da TV Tupi: O Volante Fantasma (1957); Seu Genaro (1957); Fim de Semana no Campo (1959) e teleteatros. 

    Em telenovelas atuou  em 2-5499 Ocupado (TV Excélsior, 1963); Aqueles que Dizem Amar-se  (TV Excélsior, 1963); A Outra Face de Anita  (TV Excélsior, 1964); Ambição (TV Excélsior, 1964); As Solteiras  (TV Tupi, 1964); Melodia Fatal (TV Excélsior, 1964); A Ilha dos Sonhos Perdidos (TV Excélsior , 1965); Os Quatro Filhos (TV Excélsior, 1965) ;  A Pequena Karen (TV Excélsior, 1966);  Abnegação (TV Excélsior, 1966) ;  As Minas de Prata  (TV Excélsior , 1966); Os Fantoches (TV Excélsior , 1967); O Direito dos Filhos (TV Excélsior, 1968); A Menina do Veleiro Azul (TV Excélsior, 1969); Os Estranhos (TV Excélsior, 1969); Tilim (TV Record, 1970);  Editora Mayo, Bom Dia (TV Record, 1971); O Príncipe e o Mendigo (TV Record, 1972);  Vitória Bonelli (TV Tupi, 1972- Part. especial); Saramandaia (TV Globo, 1976)e O Espantalho (TVS,1977).


    Além da televisão, Lídia Costa também participou de alguns filmes:  Mágoas de Caboclo (1970);  O Poderoso Machão (1974) ; A Casa das Tentações (1975); Cada Um Dá o que Tem (1975); Efigênia Dá Tudo Que Tem (1975); Eu Faço... Elas Sentem (1975); O Estripador de Mulheres (1978); Alucinada Pelo Desejo (1979); O Coronel e o Lobisomem (1979); Colegias e Lições de Sexo (1980) eA Fábrica das Camisinhas (1982). 



    Lídia Costa morreu em São Paulo, no ano de 2004.

    Lídia Costa em A Pequena karen  

    Lídia Costa em Os Quatro Filhos  

    Lídia Costa 

    Lídia Costa 

    Lídia Costa 

    Lídia Costa em Saramandaia 

    Lídia Costa (sentada, de branco, à direita) em A Outra Face de Anita  (TV Excélsior, 1964), novela de Ivani Ribeiro

    Lídia Costa (sentada, de preto, à esquerda) com o elenco de A Outra Face de Anita 
    Lídia Costa com Rodolfo Mayer, Armando Bógus, Newton Prado, J. Silvestre e Francisco Cuoco em Os Quatro Filhos (TV Excélsior, 1965), novela de J. Silvestre
    Lídia Costa com Rodolfo Mayer, Armando Bógus, Newton Prado, J. Silvestre e Francisco Cuoco em Os Quatro Filhos 

    Lídia Costa e Rodolfo Mayer em Os Quatro Filhos 

     Em pé: J. Silvestre, Armando Bógus, Francisco Cuoco e Newton Prado, Os Quatro Filhos. Sentados: Jayme Barcellos, Aracy Cardoso, Lídia Costa e Rodolfo Mayer.

    Lídia Costa com  J. Silvestre  em Os Quatro Filhos  

    Lídia Costa com Rodolfo Mayer, Armando Bógus, Newton Prado, J. Silvestre e Francisco Cuoco em Os Quatro Filhos 

    Francisco Cuoco, Armando Bógus, Newton Prado, J. Silvestre, Rodolfo Mayer e  Lídia Costa  em Os Quatro Filhos 


    Anúncio de Os Quatro Filhos 

    Anúncio de Os Quatro Filhos 
    Lídia Costa  em A Pequena Karen  (TV Excélsior, 1966), novela de Dulce Santucci

    Lídia Costa (canto Inferior, à esquerda) em Os Fantoches  (TV Excélsior, 1968), novela de Ivani Ribeiro
    Lídia Costa em 1972, juntamente com Raul Cortez e Sebastião Campos, fez uma participação especial nos primeiros capítulos de Vitória Bonelli  (TV Tupi),  novela de Geraldo Vietri. Carlos Alberto Riccelli fazia parte do elenco fixo da história.
    Lídia Costa com Anamaria Dias em Vitória Bonelli 

    Lídia Costa com Juca de Oliveira, José Augusto Branco, Yoná Magalhães e Antônio Fagundes em Saramandaia (TV Globo, 1976), novela de Dias Gomes

    Em Saramandaia Lídia Costa interpretou Dona Leocádia, a mãe de Gibão (Juca de Oliveira) e Lua (Antônio Fagundes). Marcina (Sônia Braga) e Zélia (Yoná Magalhães) eram as respectivas noras.  
    Lídia Costa em Saramandaia . Ana Maria Magalhães, Pedro Paulo Rangel, Tereza Cristina Arnaud, Rafael de Carvalho, Ana  Ariel e  Sebastião Vasconcellos também faziam parte do grande elenco.

    Lídia Costa com Juca de Oliveira e Yoná Magalhães em Saramandaia 

    Lídia Costa com Yoná Magalhães em Saramandaia 


    Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), O Cruzeiro, Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog Revista Amiga e Novelas (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, Cedoc (TV Globo), sites diversos da Internet 


    0 0


    José Lewgoy  nasceu em  Veranópolis (RS), no dia  16 de novembro de 1920. Filho de uma judia norte-americana e um russo,  estudou artes dramáticas na Universidade de Yale, nos Estados Unidos. Viveu na Europa entre os anos anos de 1954 e 1964.

    Iniciou  sua carreira artística no teatro, mas foi nos cartazes de cinema que teve seu nome mais vezes impresso. Ao todo participou de mais de 100 filmes. Ficou caracterizado como o maior vilão do cinema nacional, graças aos inúmeros papéis de bandido que interpretou, especialmente na primeira fase de sua carreira, quando participou e inúmeras chanchadas ao lado de Oscarito, Grande Otelo, Cyll Farney, Anselmo Duarte e Eliana, os grandes nomes da época.  Além de filmes nacionais, também participou de diversas produções internacionais.

    Na televisão estreou em 1972, numa participação especial na novela O Bofe na TV Globo. No ano seguinte atuou em Cavalo de Aço também na TV Globo e As Divinas e... Maravilhosas na TV Tupi.  Não parou mais, tendo participado de mais de 40 trabalhos entre novelas e minisséries.  São memoráveis suas atuações em novelas como O Rebu, Nina, Dancin´Days, Água Viva, Louco Amor e O Outro.


    José Lewgoy morreu no Rio de Janeiro em  10 de fevereiro de 2003, aos 82 anos de idade, em consequência de uma parada cardio-respiratória, deixando como legado uma das maiores folhas de serviços prestados à arte.  


    José Lewgoy 
    José Lewgoy 
    José Lewgoy

    José Lewgoy 
    José Lewgoy 

    José Lewgoy 

    José Lewgoy 


                                                                      FILMES

    José Lewgoy com Anselmo Duarte no filme Carnaval no Fogo (1949)

    José Lewgoy com Anselmo Duarte no filme Carnaval no Fogo (1949)

    José Lewgoy com Francisco Dantas e Anselmo Duarte no filme Carnaval no Fogo (1949)

    osé Lewgoy com Norma Tamar no filme Cascalho (1950)

    José Lewgoy com Ilka Soares no filme Katucha (1950)
    José Lewgoy  no filme Barnabé, Tu és Meu (1951)

    José Lewgoy  com Cyll Farney e Fada Santoro no filme Barnabé, Tu és Meu (1951)

    José Lewgoy  com Cyll Farney e Fada Santoro no filme Barnabé, Tu és Meu (1951)

    José Lewgoy  no filme Presença de Anita (1951)

    José Lewgoy  no filme Areias Ardentes (1952)

    José Lewgoy  com Oscarito no filme Carnaval  Atlântica (1952)
    José Lewgoy  no filme Carnaval  Atlântica (1952)

    José Lewgoy com Josette Bertal no filme Amei Um Bicheiro (1953)
    José Lewgoy  no filme Amei Um Bicheiro (1953)

    José Lewgoy  no filme Os Três Recrutas (1953)
    José Lewgoy no filme Carnaval em Caxias (1954)

    José Lewgoy no filme Carnaval em Caxias (1954)

    José Lewgoy no filme Carnaval em Caxias (1954)

    José Lewgoy no filme Carnaval em Caxias (1954)

    José Lewgoy  no filme SOS - Noronha (1956)

    José Lewgoy  no filme SOS - Noronha (1956)

    José Lewgoy  no filme SOS - Noronha (1956)

    José Lewgoy  no filme SOS - Noronha (1956)
    osé Lewgoy  com Tônia Carrero no filme Perdida Pela Paixão (1959)


    José Lewgoy  com Jece Valadão no filme A História de Um Crápula (1965)
    José Lewgoy com Glauce Rocha e Jardel Filho  no filme Terra Em Transe (1967)
    José Lewgoy  no filme Terra Em Transe (1967)

    José Lewgoy com Mário Lago no filme Terra Em Transe (1967)

    José Lewgoy  com Erasmo Carlos no filme Roberto Carlos e o Roubo do Diamante Cor de Rosa (1968)

    José Lewgoy  com José Wilker no filme A Vida Provisória (1968)

    José Lewgoy  com José Wilker no filme A Vida Provisória (1968)

    José Lewgoy com Fernanda Montenegro no filme Pecado Mortal (1970)
    José Lewgoy  no filme Lua de Mel e Amendoim (1971)
    José Lewgoy  no filme Lua de Mel e Amendoim (1971)

    José Lewgoy  no filme Gente Que Transa (1974)

    José Lewgoy  com Luiz Armando Queiroz no filme As Alegres Vigaristas (1975)

    José Lewgoy  com Milton Morais no filme O Homem de Papel (1976)

    José Lewgoy  com Vera Gimenez no filme O Homem de Papel (1976)

    José Lewgoy  com lucélia Santos no filme O Ibraim do Subúrbio (1977)

    José Lewgoy  com Eloísa Mafalda e Lucélia Santos no filme O Ibraim do Subúrbio (1977)

    José Lewgoy  com Eloísa Mafalda e Lucélia Santos no filme O Ibraim do Subúrbio (1977)

    José Lewgoy  no filme O Ibraim do Subúrbio (1977)

    José Lewgoy  no filme O Ibraim do Subúrbio (1977)

    José Lewgoy  no filme Curumin (1978)

    José Lewgoy  com Paulo César Pereio no filme Os Muckers (1978)

    José Lewgoy  com Paula Ribeiro no filme Diário da Província (1978)

    José Lewgoy  no filme Tenda dos Prazeres (1978)

    José Lewgoy  no filme O Gigante da América (1978)

    José Lewgoy  com Wilson Grey no filme O Gigante da América (1978)

    José Lewgoy  com Wilson Grey no filme Engraçadinha (1981)

    José Lewgoy  no filme Tabu (1982)
    José Lewgoy com Klaus Kinski no filme Fitzcarraldo (1982)

    José Lewgoy  com Mauricio do Valle e Milton Morais no filme Os Trapalhões e Rei do Futebol (1986)
    José Lewgoy  com Raul Julia e Richard Dreiffus no filme Luar Sobre Parador (1988)

    José Lewgoy  no filme O Judeu (1996)

    TELENOVELAS

    José Lewgoy com Ilka Soares em O Bofe (TV Globo, 1972), novela de Bráulio Pedroso

    José Lewgoy com Stênio Garcia, Dary Reis e Tarcísio Meira em Cavalo de Aço (TV Globo, 1973), novela de Walter Negrão


    José Lewgoy com Dary Reis, Stênio Garcia e Tarcísio Meira em Cavalo de Aço 

    José Lewgoy com Stênio Garcia, Tarcísio Meira e Dary Reis em Cavalo de Aço 

    José Lewgoy com Maria Luiza Castelli e Milton Morais em Cavalo de Aço 

    José Lewgoy com Stênio Garcia e Dary Reis em Cavalo de Aço 

    José Lewgoy com Bete Mendes em As Divinas e... Maravilhosas (TV Tupi, 1973/74), novela de Vicente Sesso
    José Lewgoy com Bete Mendes em As Divinas e... Maravilhosas 

    José Lewgoy com Bete Mendes em O Rebu (TV Globo, 1974/75), novela de Bráulio Pedroso

    José Lewgoy com Bete Mendes em O Rebu 
    José Lewgoy com Bete Mendes em O Rebu

    José Lewgoy com Bete Mendes em O Rebu 

    José Lewgoy com Arlete Salles em O Rebu 

    José Lewgoy com Felipe Wagner, Arlete Salles e Ziembinski em O Rebu 

    José Lewgoy com Ziembinski em O Rebu 

    José Lewgoy com Bete Mendes em O Rebu 

    José Lewgoy com Carlos Vereza em O Rebu 
    José Lewgoy e Lima Duarte em O Rebu 

    José Lewgoy com Regina Viana em O Rebu 

    José Lewgoy com Vanda Lacerda em Anjo Mau (TV Globo, 1976), novela de Cassiano Gabus Mendes

    José Lewgoy com Vanda Lacerda em Anjo Mau


    José Lewgoy com Vanda Lacerda em Anjo Mau

    José Lewgoy com Suzana Vieira e Vanda Lacerda em Anjo Mau

    José Lewgoy com Vanda Lacerda em Anjo Mau

    José Lewgoy com Isabella Garcia em Nina (TV Globo, 1977), novela de Walter George Durst

    Em Nina José Lewgoy  era o professor de dança Frazão, impedido de matricular a ilha num tradicional colégio devido á sua profissão. Fernando José era um de seus alunos.

    José Lewgoy (Prof. Frazão) e Isabella Garcia (Isadora) em Nina 

    José Lewgoy com Marcos paulo numa cena de Nina 

    José Lewgoy com Joana Fomm em Dancin´Days (TV Globo, 1978), novela de Gilberto Braga

    José Lewgoy (Horácio) e Joana Fomm (Yolanda) foram o casal Pratini em Dancin´Days 

    José Lewgoy com Joana Fomm em Dancin´Days 

    José Lewgoy com Joana Fomm e Reginaldo Farias  em Dancin´Days 
    José Lewgoy com Glória Pires e Suzana Queiroz em Dancin´Days 

    José Lewgoy com Clarice Piovesan em Feijão Maravilha (TV Globo, 1979), novela de Bráulio Pedroso

    José Lewgoy com Clarice Piovesan, Maria Cláudia, Marcelo Picchi e Mário Cardoso em Feijão Maravilha 

    José Lewgoy com Tônia Carrero em Água Viva (TV Globo, 1980), novela de Gilberto Braga

    José Lewgoy com Kadu Moliterno em Água Viva 
    José Lewgoy com Neuza Amaral em Plumas e Paetês (TV Globo, 1980/81), novela de Cassiano Gabus Mendes

    José Lewgoy com Cláudio Marzo e Elizabeth Savalla em Plumas e Paetês 

    José Lewgoy com Lady Francisco em Louco Amor (TV Globo, 1983), novela de Gilberto Braga

    José Lewgoy e Lady Francisco encantaram a audiência vivendo o casal Edgar e Gisela em Louco Amor 

    José Lewgoy com Glória Pires e Lauro Corona em Louco Amor 

    José Lewgoy com Lauro Corona em Louco Amor 

    José Lewgoy com Tereza Rachel em Louco Amor 

    José Lewgoy com Tônia Carrero em Louco Amor 

    José Lewgoy com Lady Francisco em Louco Amor 

    José Lewgoy em O Outro (TV Globo, 1987), novela de Aguinaldo Silva
    José Lewgoy com Malu Mader em O Outro 

    José Lewgoy com Miriam Mehler  em Vida Nova (TV Globo, 1988), novela de Benedito Ruy Barbosa
    José Lewgoy com Miriam Mehler  e Deborah Evelyn em Vida Nova 

    José Lewgoy com Laerte Morrone e Célia Biar em Gente Fina (TV Globo, 1990), novela de Luiz Carlos Fusco

    José Lewgoy com Nívea Maria e Hugo Carvana em Gente Fina 


    José Lewgoy com Lúcia Veríssimo e Paulo Goulart em Esperança (TV Globo, 2002), novela de Benedito Ruy Barbosa.

    José Lewgoy com Yoná Magalhães, Aracy Balabanian, Suzana Vieira e Rubens de Falco tietando Guta, a amada coordenadora de elenco da TV Globo


    Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), O Cruzeiro, Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog Revista Amiga e Novelas (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, Cedoc (TV Globo), sites diversos da Internet, site Banco de Conteudos Culturais (www.bcc.org.br) 


    0 0
  • 08/24/15--15:43: CAPAS INTERVALO 2000
  • A partir do número 459 a revista Intervalo sofreria uma nova mudança, mesclando outros assuntos além do mundo televisivo. O nome da revista passou a ser então Intervalo 2000.



                                                                  1972

    Intervalo 2000 - Regina Duarte

    Intervalo 2000 - Wanderléa e José Renato

    Intervalo 2000 - Ryan O´Neil

    Intervalo 2000 - Leila Diniz

    Intervalo 2000 - Jô Soares

    Intervalo 2000 - Florinda Bolkan

    Intervalo 2000 - Jacqueline Onassis

    Intervalo 2000 - Chacrinha e Dona Florinda

    Intervalo 2000 - Elke Maravilha

    Intervalo 2000 - Tarcísio Meira

    Intervalo 2000 - Marieta Severo

    Intervalo 2000 - Roberto Carlos

    Intervalo 2000 - Leila Diniz

    Intervalo 2000 - Renata Sorrah

    Intervalo 2000 - Beki Klabin

    Intervalo 2000 - Sophia Loren

    Intervalo 2000 - Eduardo Conde

    Intervalo 2000 - Graham Falkner e Judi Bowker

    Intervalo 2000 - Glória Menezes

    Intervalo 2000 - Catherine Deneuve

    Intervalo 2000 - Tarcísio Meira

    Intervalo 2000 - Ilka Soares

    Intervalo 2000 - Francisco Cuoco

    Intervalo 2000 - Osmar Prado

    Intervalo 2000 - Regina Duarte

    Intervalo 2000 - Cláudia Cardinale e Jean Paul Belmondo

    Intervalo 2000 - Débora Duarte

    Intervalo 2000 - Emerson Fittipaldi

    Intervalo 2000 - Leila Diniz

    Intervalo 2000 - Cid Moreira

    Intervalo 2000 - Catherine Deneuve

    Intervalo 2000 - Nara Leão, Chico Buarque e Maria Bethânia

    Intervalo 2000 - Jardel Filho

    Intervalo 2000 - Maysa

    Intervalo 2000 - Claudia Cardinale

    Intervalo 2000 - Nadia Lippi

    Fotos - Acervo de Orias Elias

    0 0
  • 08/24/15--16:39: CAPAS INTERVALO 379 A 458
  • A partir do número 379 a revista alterou seu formato para um formato maior, ao estilo de revistas concorrentes, incluindo fotos em cores e poster nas páginas centrais. O papel era tipo jornal, muito ruim. Esse formato permaneceu até o número 458, quando a revista passou por nova transformação.


                                                               1970

    Intervalo - Hebe Camargo

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Regina Duarte e Topo Gigio

    Intervalo - Paul McCartney

    Intervalo - Elis Regina

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Wanderléa

    Intervalo - Wilza Carla

    Intervalo - Wanderléa e José Renato

    Intervalo - Roberto Carlos e Erasmo Carlos

    Intervalo - Paulo Sérgio

    Intervalo - Antônio Marcos e Vanusa

    Intervalo - Roberto Carlos e Dona Nice

    Intervalo - Tarcísio Meira e Glória Menezes

    Intervalo - Silvio Santos

    Intervalo - Cláudio Marzo

    Intervalo - Roberto Carlos e Martinha

    Intervalo - Baby Consuelo

    Intervalo - Antônio Marcos

    Intervalo - Francisco Cuoco

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Cláudio Marzo e Regina Duarte

    Intervalo - Tarcísio Meira

    Intervalo - Sérgio Cardoso

    Intervalo - Cidinha Campos / Flávio Cavalcanti

    Intervalo - Roberto Carlos e Elis Regina

    Intervalo - Regina Duarte e Dina Sfat

    Intervalo - Tony Tornado

    Intervalo - FIC

    Intervalo - Cláudio Cavalcanti e Lúcia Alves

    Intervalo - Francisco Cuoco e Dina Sfat

    Intervalo - Cinha Campos e Carlos Manga

    Intervalo - Cláudio Marzo e Regina Duarte

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Tarcísio Meira, Zilka Salaberry, Cláudio Marzo e Cláudio Cavalcanti

    Intervalo - A Próxima Atração

    Intervalo - Regina Duarte

    Intervalo - Jerry Adriani

                                                               1971



    Intervalo - Ângela Maria

    Intervalo - Flávio Cavalcanti

    Intervalo - Roberto Carlos e Dona Nice

    Intervalo - Francisco Cuoco e Dina Sfat

    Intervalo - Wanderléa 

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Yoná Magalhães

    Intervalo - Francisco Cuoco, Tônia Carrero e Sérgio Cardoso

    Intervalo - Francisco Cuoco

    Intervalo - Renata Sorrah

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Tarcísio Meira e Norma Benguel

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Cláudio Marzo e Regina Duarte

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Francisco Cuoco, Renata Sorrah, Tônia Carrero e Marília Pêra

    Intervalo - Renata Sorrah e Carlos Vereza

    Intervalo - Tarcísio Meira e Cláudio Cavalcanti

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Flávio Cavalcanti

    Intervalo - Francisco Cuoco e Marília Pêra

    Intervalo - Emiliano Queiroz, Carlos Eduardo Dolabella e Gilberto  Martinho

    Intervalo - Cláudio Cavalcanti

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Cláudio Cavalcanti e Betty Faria

    Intervalo - Silvio Santos

    Intervalo - Antônio Marcos e Vanusa

    Intervalo - Roberto Carlos e Dona Nice

    Intervalo - Ângela Maria

    Intervalo - Caetano Veloso

    Intervalo - Francisco Cuoco e Regina Duarte

    Intervalo - Eva Wilma

    Intervalo - Dina Sfat e Paulo José

    Intervalo - Elis Regina

    Intervalo - Marília Pêra e José Augusto Branco

    Intervalo - Antônio Carlos e Jocafi

    Intervalo - Francisco Cuoco

    Fotos: Acervo de Orias Elias

    0 0
  • 08/24/15--17:34: CAPAS INTERVALO 301 A 378

  • O Formato pequeno da revista Intervalo durou até o número 378. A partir daí ela passou a ter outro formato.

                                                                      1968 (cont.)

    Intervalo - Caetano Veloso

    Intervalo - Wanderléa

    Intervalo - Chico Buarque

    Intervalo - Geraldo Vandré

    Intervalo - Família Trapo

    Intervalo - Rita Lee

    Intervalo - Caetano Veloso e Gal Costa

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Guto Franco

    Intervalo - Taiguara

    Intervalo - Paulo Planet Buarque

    Intervalo - Wanderléa
                                                                        1969

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Juca Chaves

    Intervalo - Luis Gustavo

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Altemar Dutra

    Intervalo - Sérgio Cardoso
     
    Intervalo - Agnaldo Rayol

    Intervalo - Jerry Adriani

    Intervalo - Sérgio Cardoso e Aracy Balabanian

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Luis Gustavo e Irene Ravache

    Intervalo - Ronnie Von

    Intervalo - Paulo Sérgio

    Intervalo - Regina Duarte, Pelé e Rosamaria Murtinho

    Intervalo - Francisco Cuoco

    Intervalo - Tarcísio Meira e Glória Menezes

    Intervalo - Elis Regina

    Intervalo - Plínio Marcos

    Intervalo - Wanderléa

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Luis Gustavo e Débora Duarte

    Intervalo - Glória Menezes

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Ronald Golias

    Intervalo - Silvio Santos

    Intervalo - Topo Gigio e Agildo Ribeiro


    Intervalo - Paulo Sérgio

    Intervalo - Juca de Oliveira e Bibi Vogel

    Intervalo - Martinha

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Topo Gigio

    Intervalo - Dênis Carvalho

    Intervalo - Agnaldo Rayol

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Wanderléa

    Intervalo - Paulo Figueiredo

    Intervalo - Marcos e Paulo Sérgio Valle

    Intervalo - Wilson Simonal

    Intervalo - Roberto Carlos e Gal Costa

    Intervalo - Agildo Ribeiro

    Intervalo - Wanderley Cardoso e Paulo Sérgio

    Intervalo - Silvio Santos

    Intervalo - Eduardo Araújo e Silvinha

    Intervalo - Tom Jones

    Intervalo - Cláudio Marzo e Regina Duarte

    Intervalo - Francisco Cuoco

    Intervalo - Cidinha Campos e Hebe Camargo

    Intervalo - Malcolm Roberts

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Paulo Sérgio

    Intervalo - Gal Costa

    Intervalo - Juca de Oliveira

    Intervalo - Os Beatles

    Intervalo - Cláudio Marzo
                                                                       1970

    Intervalo - Carlos Manga

    Intervalo - Chico Buarque

    Intervalo - David MacCallum

    Intervalo - Cidinha Campos

    Intervalo - Antônio Marcos e Vanusa

    Intervalo - Nelson Gonçalves e Ângela Maria

    Intervalo - Paulo Goulart e Dina Sfat
    Fotos: Acervo de Orias Elias



    0 0
  • 08/25/15--12:18: CAPAS INTERVALO 201 A 300
  •                                                                   1966 (cont.)

    Intervalo - Chico Buarque


    Intervalo - Agnaldo Rayol e Renato Côrte Real

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Ronnie Von

    Intervalo - Juca Chaves

    Intervalo - Carlos Alberto

    Intervalo - Ronnie Von
                                                                       1967

    Intervalo - Batman

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Moacyr Franco e Guto

    Intervalo - Jerry Adriani

    Intervalo - Ted Boy Marino

    Intervalo - Jair Rodrigues

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Wanderléa

    Intervalo - Erasmo Carlos

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Bobby de Carlo

    Intervalo - Agnaldo Rayol 

    Intervalo - Ronnie Von

    Intervalo - Guto Franco

    Intervalo - Francisco Cuoco

    Intervalo - Jerry Adriani

    Intervalo - Regina Duarte

    Intervalo - Wanderléa

    Intervalo - Leno e Lílian

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Silvinha

    Intervalo - Moacyr Franco e Guto

    Intervalo - Ted Boy Marino

    Intervalo - Agnaldo Rayol 

    Intervalo - Eduardo Araújo

    Intervalo - Ronnie Von

    Intervalo - Erasmo Carlos

    Intervalo - Wanderléa

    Intervalo - Chico Buarque

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Francisco Cuoco

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Chris Montez

    Intervalo - Wilson Simonal

    Intervalo - Pelé

    Intervalo - Ted Boy Marino

    Intervalo - Wanderléa

    Intervalo - Ronnie Von

    Intervalo - Martinha

    Intervalo - Agnaldo Rayol 

    Intervalo - George Freedman

    Intervalo - Francisco Cuoco

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Edu Lobo e Marília Medalha

    Intervalo - Jerry Adriani

    Intervalo - Caetano Veloso

    Intervalo - Cláudio Marzo

    Intervalo - Ronnie Von

    Intervalo - Wanderléa

    Intervalo - Erasmo Carlos

                                                                       1968

    Intervalo - Eliana Pitman

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Martinha

    Intervalo - Moacyr Franco e Guto

    Intervalo - Elis Regina e Ronaldo Bôscoli

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Tarcísio Meira e Glória Menezes

    Intervalo - Otelo Zeloni e Ronald Golias

    Intervalo - Carlos Imperial

    Intervalo - Caetano Veloso

    Intervalo - Francisco Cuoco

    Intervalo - Regina Duarte

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Ronnie Von

    Intervalo - Elis Regina

    Intervalo - Ronald Golias

    Intervalo - Wanderléa

    Intervalo - Tarcísio Meira

    Intervalo - Erasmo Carlos

    Intervalo - Chico Anísio

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Cidinha Campos

    Intervalo - Francisco Cuoco

    Intervalo - Agnaldo Rayol 

    Intervalo - Eliana Pitman

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Wanderléa e Erasmo Carlos

    Intervalo - Leno

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Caetano Veloso

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Wilson Simonal

    Intervalo - Vanusa

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Moacyr Franco

    Intervalo - Gal Costa

    Intervalo - Tarcísio Meira

    Intervalo - Sérgio Cardoso

    Intervalo - Roberto Carlos

    fotos: acervo de Orias Elias

    0 0
  • 08/25/15--13:13: CAPAS INTERVALO 101 A 200

  •                                                                   1965

    Intervalo - Hélio Souto e Rosamaria Murtinho

    Intervalo - Cyll Farney

    Intervalo - Carlos Zara e Maria Helena Dias

    Intervalo - Dercy Gonçalves

    Intervalo - John Herbert e Eva Wilma

    Intervalo - Bonanza

    Intervalo - Emilinha Borba e Marlene

    Intervalo - Michael Landon

    Intervalo - Castrinho

    Intervalo - Hélio Souto

    Intervalo - Sean Connery

    Intervalo - Família Buscapé

    Intervalo - David Janssen

    Intervalo - Sérgio Cardoso e Rita Cleós em O Cara Suja

    Intervalo - Carlos Zara, Geraldo Del Rey, Irina Grecco e Márcia Real em Vidas Cruzadas

    Intervalo - Rita Pavone

    Intervalo - Moacyr Franco e Cauby Peixoto

    Intervalo - Hélio Souto

    Intervalo - Armando Bógus, Newton Prado, J. Silvestre, Francisco Cuoco, Lídia Costa e Rodolfo Mayer em Os Quatro Filhos

    Intervalo - Hélio Souto e Annik Malvil

    Intervalo - Amilton Fernandes e Ben Casey

    Intervalo - Amilton Fernandes e Isaura Bruno

    Intervalo - Flora Geni e Fábio Cardoso

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Edson França e Glória Menezes

    Intervalo - Rod Taylor

    Intervalo - Walmor Chagas, Geórgia Gomide e Guy Loup

    Intervalo - Agnaldo Rayol e Wanderley Cardoso

    Intervalo - Amilton Fernandes e Sérgio Cardoso

    Intervalo - Os Beatles

    Intervalo - Elvis Presley

    Intervalo - Efrem Zimbalist

    Intervalo - Sérgio Cardoso, Nívea Maria e Amilton Fernandes

    Intervalo - O Homem de Virgínia

    Intervalo - Agnaldo Rayol e Glauce Graieb

    Intervalo - Eva Wilma e John Herbert

    Intervalo - Geórgia Gomide

    Intervalo - Otelo Zeloni

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Silvio Santos e César de Alencar

    Intervalo - Pat Boone

    Intervalo - Francisco Cuoco e Rita Cleós
     
    Intervalo - Roberto Carlos
                                                       
    Intervalo - Sérgio Cardoso
                                                                    1966

    Intervalo - Regina Duarte e Daniel Filho

    Intervalo - Jair Rodrigues

    Intervalo - Milton Rodrigues e Annik Malvil

    Intervalo - Os Beatles

    Intervalo - Carlos Zara e Lolita Rodrigues

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Wanderléa e Jerry Adriani

    Intervalo - Agnaldo Rayol e Renato Côrte Real

    Intervalo - Erasmo Carlos

    Intervalo - Netinho

    Intervalo - Jacqueline Myrna

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Rosemary e Wanderley Cardoso

    Intervalo - Rick Jason

    Intervalo - David Janssen

    Intervalo - Os Incríveis

    Intervalo - Roger Moore

    Intervalo - Jerry Adriani

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - Wanderléa  

    Intervalo - Rosemary e Wanderley Cardoso

    Intervalo - Orlando Silva e Roberto Carlos

    Intervalo - Brigitte Bardot

    Intervalo - Sérgio Cardoso

    Intervalo - Robert Vaughn e David MacCallum

    Intervalo - Amilton Fernandes e Carlos Alberto

    Intervalo - Chacrinha

    Intervalo - Wilson Simonal

    Intervalo -  Erasmo Carlos

    Intervalo - Ronnie Von

    Intervalo - Cláudia

    Intervalo - Amilton Fernandes e Henrique Martins

    Intervalo - Agnaldo Rayol 

    Intervalo - Roberto Carlos

    Intervalo - os VIPS

    Intervalo - Wanderley Cardoso

    Intervalo - Wanderléa e Erasmo Carlos

    Intervalo - Jair Rodrigues

    Intervalo - Ronnie Von 

    Intervalo - Leno e Lílian

    Intervalo - Jerry Adriani

    Intervalo - Roberto Carlos e Eliana Pitman

    Intervalo - Ted Boy Marino
    fotos: acervo de Orias Elias

    0 0

    Embora a televisão tenha sido implantada no Brasil em 1950, foi só na década seguinte que ela se impôs definitivamente como grande veículo de comunicação de massa. Nessa época as novelas começaram a ganhar destaque, mas eram os programas musicais que mais faziam sucesso.  

    Na rabeira desse sucesso, em 1963, surgiu a primeira revista especializada em assuntos de TV, a revista Intervalo, da Editora Abril. Até o início dos anos 1970 ela reinou quase absoluta. 

    Somente a  partir dos anos 1970 com o lançamento da Amiga, pela Editora Bloch, a Intervalo começou a perder terreno. Depois de duas tentativas de mudança de formato, em 1972 a Intervalo deixou de circular, mas sua importância como registro de uma era ficou definitivamente marcada. 

    Nesta e nas postagens seguintes vamos fazer uma viagem pelas capas de Intervalo durante os 10 anos de sua existência e relembrar quais foram os grandes nomes que marcaram a televisão brasileira nesse período. À bordo!  


    1963



    Intervalo - Chico Anysio e Zélia Hoffman no número Zero da revista - Janeiro de 1963

    Intervalo - Morgana

    Intervalo - Tônia Carrero

    Intervalo - Marisa Gata Mansa

    Intervalo - Glória Menezes

    Intervalo - Hebe Camargo

    Intervalo - TV Rio

    Intervalo - Tarcísio Meira

                                                                     1964

    Intervalo - Michael Landon

    Intervalo - Carnaval

    Intervalo - Nancy Kwan

    Intervalo - Moacyr Franco

    Intervalo - Ben Casey

    Intervalo - Jacqueline Myrna

    Intervalo - Edd Byrnes

    Intervalo - Tarcísio Meira e Glória Menezes

    Intervalo - Os Beatles

    Intervalo - José Vasconcellos

    Intervalo - Iris Bruzzi

    Intervalo - Grindl

    Intervalo - Cheyenne (Clint Walker)

    Intervalo - Dr. Kildare (Richard Chamberlain)

    Intervalo - Aizita Nascimento

    Intervalo - Seriados

    Intervalo - Conjunto Farroupilha

    Intervalo - Hélio Souto

    Intervalo - John Gavin

    Intervalo - Francisco Cuoco

    Intervalo - Lolita Rodrigues

    Intervalo - Tarcísio Meira e Glória Menezes

    Intervalo - Geraldo Del Rey

    Intervalo - Dorinha Duval

    Intervalo - Carlos Zara

    fotos: acervo de Orias Elias

    0 0


    Sílvia Gonçalves Rodrigues Leite nasceu no Rio de Janeiro no dia 10 de Março de 1929. Filha dos imigrantes espanhóis Isaac e Isolina, desde cedo tomou gosto pelas canções espanholas que ouvia no seu dia-a-dia. 

    Sua carreira começou como cantora, atuando em diversas Rádios paulistas chegando a ser premiada por duas vezes com o Troféu Roquete Pinto como a Melhor Cantora Internacional. Foi na condição de cantora que ela cantou o Hino da Televisão por ocasião da inauguração da primeira emissora de TV no Brasil, em 1950.

    No início dos anos 1950 casou-se com o apresentador Airton Rodrigues, com quem ficou casada por 31 anos e teve sua única filha. Juntos apresentaram por muitos anos os programas Almoço com as Estrelas e o Clube dos Artistas, na TV Tupi.

    A carreira de atriz começou em 1957, quando foi convidada por Cassiano Gabus Mendes  para atuar em O Corcunda de Notre Dame na TV Tupi. Em seguida, atuou em teleteatros e diversas novelas da TV Excélsior, entre elas 2-5499 – Ocupado (1963), ao lado  de Tarcísio Meira e Glória Menezes. Na emissora paulista atuou ainda em Mãe (1964), Ambição (1964), Em Busca da Felicidade(1965) e  Anjo Marcado (1966).

    Com o final da TV Excélsior, atuou em novelas da TV Record: A Última Testemunha (1968), Algemas de Ouro (1969), As Pupilas do Senhor Reitor (1970), Os Deuses Estão Mortos (1971) e Quero Viver (1972). Na  TV Tupi atuou no remake de O Direito de Nascer(1978). Finalmente, transferiu-se para a TV Globo atuando em várias telenovelas: Sassaricando (1987), Rainha da Sucata (1990), Despedida de Solteiro (1992), A Viagem (1994),Terra Nostra (1999), Uga-Uga (2000), Pé na Jaca (2006) e Viver a Vida (2009).


     Cantora, atriz, apresentadora,  pioneira, Lolita Rodrigues é um dos grandes nomes da televisão brasileira. Aqui um pouco de sua trajetória em mais de 70 anos de carreira.

    Lolita Rodrigues

    Lolita Rodrigues

    Lolita Rodrigues

    Lolita Rodrigues

    Lolita Rodrigues

    Lolita Rodrigues e Airton Rodrigues

    Lolita Rodrigues com Hebe Camargo e Nair Bello

    Lolita Rodrigues com Hebe Camargo e Tônia Carrero

    Lolita Rodrigues com Hebe Camargo e Cleyde Yáconis

    Lolita Rodrigues com Airton Rodrigues e Elke Maravilha no Clube dos Artistas

    Lolita Rodrigues recebendo os atores Gian Carlo, Paulo Figueiredo e Ewerton de Castro no Almoço com as Estrelas
    Lolita Rodrigues e Airton Rodrigues apresentando Almoço com as Estrelas
    Lolita Rodrigues com Chacrinha

    Lolita Rodrigues numa reunião de amigas: Nair Bello, Hebe Camargo e Renata Fronzi

    Lolita Rodrigues e Airton Rodrigues recebendo Hebe Camargo no Clube dos Artistas

    Lolita Rodrigues com Hélio Souto, Márcia Real e Laura Cardoso no lançamento da novela O Tempo não Apaga (TV Record)

    Lolita Rodrigues e Hebe Camargo 

    Lolita Rodrigues e Hebe Camargo

    Hebe Camargo, Sílvio Santos, Nair Bello e Lolita Rodrigues 

    Lolita Rodrigues na capa de um de seus discos

    Lolita Rodrigues nos seus tempos de cantora

    Lolita Rodrigues na capa de um de seus discos
    Lolita Rodrigues na capa da revista Intervalo

    Lolita Rodrigues na capa do livro biográfico De Carne e Osso (Imprensa Oficial do Estado de São Paulo)

    Lolita Rodrigues com Carlos Zara em Em Busca da Felicidade (TV Excélsior, 1965), novela de Talma de Oliveira, baseada na obra de Leandro Blanco

    Lolita Rodrigues com Carlos Zara em Em Busca da Felicidade 

    Lolita Rodrigues com Carlos Zara em Em Busca da Felicidade 

    Lolita Rodrigues com Carlos Zara e Odete Lara em Em Busca da Felicidade 

    Lolita Rodrigues com Carlos Zara em Em Busca da Felicidade 

    Lolita Rodrigues com Maria Helena Dias e Odete Lara na novela Em Busca da Felicidade 

    Lolita Rodrigues e Odete Lara na novela Em Busca da Felicidade 

    Lolita Rodrigues com Márcia Maria em  Algemas de Ouro (TV Record, 1969), novela de Benedito Ruy Barbosa

    Lolita Rodrigues com o elenco de  As Pupilas do Senhor Reitor (TV Record, 1970), novela de Lauro César Muniz, baseada na obra de Júlio Diniz

    Lolita Rodrigues com o Ivanise Senna e Sérgio Mamberti em  As Pupilas do Senhor Reitor 

    Lolita Rodrigues com Amália Rodrigues e Rolando Boldrin em  Os Deuses Estão Mortos (TV Record, 1971), novela de Lauro César Muniz

    Lolita Rodrigues com Amália Rodrigues em  Os Deuses Estão Mortos 

    Lolita Rodrigues com Agnaldo Rayol em  Os Deuses Estão Mortos 

    Lolita Rodrigues com Carlos Augusto Strazzer e Lia de Aguiar em  Os Deuses Estão Mortos 

    Lolita Rodrigues com Ney Latorraca e Edi Cerri em  O Tempo Não Apaga (TV Record, 1972), novela de Amaral Gurgel


    Lolita Rodrigues com Ney Latorraca e Edi Cerri em  O Tempo Não Apaga 

    Lolita Rodrigues com Henrique Martins em O Direito de Nascer (TV Tupi, 1978), novela de Teixeira Filho baseada no original radiofônico de Félix Caigner

    Lolita Rodrigues com Aldo César e Lia de Aguiar em O Direito de Nascer

    Lolita Rodrigues em Sassaricando (TV Globo, 1987), novela de Silvio de Abreu

    Lolita Rodrigues com Carlos Zara em Sassaricando 

    Lolita Rodrigues com Nicete Bruno e Regina Duarte em rainha da Sucata (TV Globo, 1990), novela de Silvio de Abreu

    Lolita Rodrigues em Despedida de Solteiro (TV Globo, 1992), novela de Walter Negrão

    Lolita Rodrigues com Lúcia Veríssimo em Despedida de Solteiro 

    Lolita Rodrigues com Cláudia Raia em Terra Nostra (TV Globo, 1999), novela de Benedito Ruy Barbosa

    Lolita Rodrigues com Nair Belo no programa Zorra Total  (TV Globo)  

    Lolita Rodrigues com Lília Cabral de Alinne Moraes em Viver a Vida (TV Globo, 2009), novela de Manoel Carlos


     Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), O Cruzeiro, Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog Revista Amiga e Novelas (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, Cedoc (TV Globo), sites diversos da Internet



    0 0

    Maria Lucia Frota Cavalcanti nasceu no Rio de Janeiro em 05 de dezembro de 1948.
    O contato de Maria Lucia com o meio artístico começou ainda na infância, aos 4 anos, a atriz já estudava piano, canto lírico e balé clássico. Aos 13 anos, foi convidada pela Rádio MEC para participar do programa As Mulheres Inesquecíveis, onde apresentava textos de sua autoria. Em 1970 profissionalizou-se como bailarina e ainda encontrou tempo para concluir mais quatro cursos universitários: Português e Francês, Letras Clássicas, Pedagogia e Psicologia.

    No teatro sua  carreira teve início  em 1981 com a peça O Beijo da Louca, de Doc Comparato, atuando ao lado de Claudio Cavalcanti e  Louise Cardoso, com direção de Cecil Thiré. Em 1983 integrou o elenco da novela "Eu Prometo", última novela de Janete Clair.

    Atriz, produtora de teatro, bailarina e psicóloga, Maria Lucia Frota casou-se em  1979 com o ator Cláudio Cavalcanti, com quem viveu por 34 anos, até a morte dele, em 2013, e com quem dividiu o palco inúmeras vezes.  

    Ativista dos direitos dos animais, Maria Lúcia Frota foi  a criadora da Secretaria Municipal de Defesa dos Animais, no município do Rio de Janeiro, exercendo o cargo de secretária municipal de janeiro de 2001 a fevereiro de 2005.

    Aqui, um pouco de sua trajetória artística e sua vida.

    Maria Lucia Frota 


    Maria Lucia Frota e Cláudio Cavalcanti

    Maria Lucia Frota e Cláudio Cavalcanti
    Maria Lucia Frota e Cláudio Cavalcanti em Obrigado pelo Amor de Vocês (1987), peça que inaugurou o Teatro Casino do Estoril, em Portugal

    Maria Lucia Frota e Cláudio Cavalcanti na peça Vida Nova (1982)

    Maria Lucia Frota e Cláudio Cavalcanti na peça Vida Nova (1982)
    Maria Lucia Frota com Cláudio Cavalcanti e Gracindo Jr. na peça estou Amando Loucamente (1985)


    Maria Lucia Frota e Cláudio Cavalcanti na peça O Nosso Marido (1989)
    Maria Lucia Frota com Rogério Fabiano, Cláudio Cavalcanti e Marcos Waimberg na peça Freud e o Visitante (1995)
    Maria Lucia Frota e Cláudio Cavalcanti na peça Freud e o Visitante (1995)

    Maria Lucia Frota e Cláudio Cavalcanti na peça Freud e o Visitante

    Maria Lucia Frota e Marcos Waimberg na peça Freud e o Visitante

    Maria Lucia Frota com Rogério Fabiano e Cláudio Cavalcanti na peça Freud e o Visitante

    Maria Lucia Frota em Freud e o Visitante

    Maria Lucia Frota e Roberto Lopes na peça Freud e o Visitante

    Maria Lucia Frota em Freud e o Visitante

    Maria Lucia Frota no cartaz da peça E Agora, o Que eu Faço com o Pernil?, estrelada por Cláudio Cavalcanti e Rosamaria Murtinho

    Maria Lucia Frota com Klementino Quelé, Gabriela Oliveira, Fernando Eiras e Francisco Dantas no teletema Iaiá Garcia (TV Globo, 1990), direção de Geraldo Vietri 

    Maria Lucia Frota recebendo os pêsames do prefeito do Rio, Eduardo Paes, pela morte do marido, Cláudio Cavalcanti

    Maria Lucia Frota e Cláudio Cavalcanti, uma união de 34 anos

    Maria Lucia Frota e Cláudio Cavalcanti, juntos em defesa dos animais.

    Fotos: acervo de Orias Elias e sites da Internet


    0 0


    Herval Abreu Pais nasceu em Campos dos Goytacazes, Estado do Rio, em 23 de abril de 1933.
    Iniciou sua carreira no cinema em 1952, no filme Luzes nasSombras.  Ao todo atuou em mais de 20 filmes, a maioria nos anos 1950 e início dos anos 1960. Seu último filme  foi em 1975, depois de 10 anos afastado das telas.

    Na televisão, começou no Grande Teatro Tupi (Rio), atuando em diversos teleteatros.   Nos anos  1970, participou como ator de várias telenovelas da TV Globo como Pigmalião 70, Carinhoso, Fogo Sobre Terra, Cuca Legal eÀ Sombra dos Laranjais.

    Mas foi como diretor que Herval Rossano adquiriu grande prestígio, dirigindo novelas das 18 horas. Sob sua batuta, registram-se grandes sucessos, como Escrava Isaura, Sinhá Moça, O Feijão e o Sonho, Senhora, A Moreninha, Helena, O Noviço, Vejo a Lua no Céu, À Sombra dos Laranjais, Olhai os Lírios do Campo, A Sucessora, Dona Xepa, Maria Maria, Terras do Sem Fim, Cabocla, Ciranda de Pedra, Pacto de Sangue, A Gata Comeu, Salomé, entre outras. Ao todo foram 20 novelas na TV Globo, a maioria adaptada de clássicos românticos da literatura brasileira. É o diretor do maior número de novelas apresentadas no exterior, duas delas recordistas absolutas (Escrava Isaura e Sinhá Moça).  Na TV Globo também dirigiu dezenas de episódios do programa Você Decide.

    Além das novelas da TV Globo, dirigiu, durante cinco anos, novelas no Chile e esteve à frente  de um grande sucesso da TV Manchete, a novela Dona Beija, além de outras  três (Novo Amor, Tudo ou Nada e Mania de Querer). Também foi responsável pela bem sucedida versão de A Escrava Isaura, feita pela TV Record.

    Herval Rossano foi casado com a cantora chilena Doris Guerrero, com quem teve 3 filhos.  Depois, foi a vez da atriz Nívea Maria, com quem ficou casado por 27 anos e teve uma filha. Em 2005, casou-se  com a atriz Mayara Magri.

    Herval Rossano morreu no dia 8 de maio de 2007, em São Paulo, aos 74 anos de idade, vítima de um infarto enquanto dormia. Deixou um legado de grandes sucessos e cuidadíssimas produções, que foram fundamentais para solidificar o horário de novelas das 18 horas na TV Globo, além, é claro, do imensurável serviço de divulgação de grandes obras da literatura brasileira. A Cultura agradece!

     Aqui, alguns registros de seu trabalho como ator em filmes, novelas e teleteatros.  

    Herval Rossano 

    Herval Rossano 

    Herval Rossano 


    Herval Rossano 

    Herval Rossano 

    Herval Rossano 

    Herval Rossano 

    Herval Rossano 
    Herval Rossano 

    Herval Rossano 
    Herval Rossano com Eva Todor e Glauce Rocha na peça Lotária (1956)

    Herval Rossano com Eva Todor e Glauce Rocha na peça Lotária

    Herval Rossano com Eva Wilma e Carlos Alberto no filme O Craque (1952)

    Herval Rossano com Eva Wilma no filme O Craque (1952)

    Herval Rossano com Eliana Macedo no filme Maria 38 (1959)

    Herval Rossano com Eliana Macedo no filme Maria 38

    Herval Rossano com Anabella no filme Maria 38

    Herval Rossano com Alda Garrido no filme Dona Xepa (1959)

    Herval Rossano com Alda Garrido no filme Dona Xepa

    Herval Rossano no filme Dona Xepa

    Herval Rossano com Odete Lara e Alda Garrido no filme Dona Xepa

    Herval Rossano com Procópio Ferreira no filme O Homem dos Papagaios (1953)

    Herval Rossano com Eliana Macedo no filme Entre o Céu e a Terra (1960)

    Herval Rossano com Wilson Grey, Dercy Gonçalves e Jayme Costa no filme A Viúva Valentina (1960)

    Herval Rossano no filme A Sogra (1954)

    Herval Rossano com Wilson Grey e Átila Iório no filme Quero Essa Mulher Assim Mesmo (1963)

    Herval Rossano com Eliana Macedo no filme Samba em Brasília (1961)

    Herval Rossano com Eliana Macedo no filme Samba em Brasília (1961)

    Herval Rossano com Myriam Pérsia e Dercy Gonçalves no filme Sonhando Com Milhões (1963)

    Herval Rossano com Eliana Macedo, Ronaldo Lupo, Afonso Stuart e Procópio Ferreira no filme Tttio Não é Sopa (1959)

    Herval Rossano com Eliana Macedo, Procópio Ferreira e Ronaldo Lupo no filme Tttio Não é Sopa (1959)

    Herval Rossano com Eliana Macedo no filme Tttio Não é Sopa (1959)

    Herval Rossano com Ronaldo Lupo e Nanci Montez no filme Tttio Não é Sopa (1959)

    Herval Rossano com Nanci Montez no filme Tttio Não é Sopa (1959)

    Herval Rossano com Eliana Macedo, Ronaldo Lupo, Procópio Ferreira, Nanci Montez e Afonso Stuart no filme Tttio Não é Sopa (1959)

    Herval Rossano no filme Três Colegas de Batina (1962)

    Herval Rossano com Rossana Ghessa no filme Amantes, Amanhã, se Houver Sol (1975)

    Herval Rossano com Myriam Pérsia, Edson Silva e Aracy Cardoso numa fotonovela da revista Sétimo Céu 

    Herval Rossano com Aracy Cardoso numa fotonovela da revista Sétimo Céu 

    Herval Rossano com Cláudia Barroso numa fotonovela da revista Amiga

    Herval Rossano com Cláudia Barroso numa fotonovela da revista Amiga

    Herval Rossano com Rosamaria Murtinho numa fotonovela da revista Sétimo Céu 

    Herval Rossano com Myriam Pérsia numa fotonovela da revista Sétimo Céu 

    Herval Rossano com Rosamaria Murtinho numa fotonovela da revista Sétimo Céu

    Herval Rossano dirigindo Lourdes Mayer na novela Olhai Os Lírios do Campo

    Herval Rossano dirigindo Nívea Maria na novela Maria, Maria

    Herval Rossano dirigindo Nívea Maria e Monique Lafond na novela A Moreninha

    Herval Rossano com Nicete Bruno e Carlos Duval no teleteatro O Noviço

    Herval Rossano com Theresa Amayo num teleteatro da TV Tupi Rio

    Herval Rossano com Ida Gomes no teleteatro Czarina

    Herval Rossano com Ida Gomes num teleteatro da TV Tupi Rio

    Herval Rossano com Daniel Filho, Ida Gomes e Yoná Magalhães num teleteatro da TV Tupi Rio

    Herval Rossano  e Yoná Magalhães num teleteatro da TV Tupi Rio

    Herval Rossano com Suely Franco num episódio do Programa Clube do Morcego 

    Herval Rossano com Regina Duarte em Carinhoso (TV Globo, 1973), novela de Lauro César Muniz

    Herval Rossano com Regina Duarte em Carinhoso 

    Herval Rossano com Regina Duarte em Carinhoso 

    Herval Rossano com Françoise Forton em Fogo Sobre Terra (TV Globo, 1974), novela de Janete Clair

    Herval Rossano com Françoise Forton em Fogo Sobre Terra 

    Herval Rossano com Marcos Paulo e Juca de Oliveira em Fogo Sobre Terra
    Herval Rossano e parte do elenco de Fogo Sobre Terra

    Herval Rossano com Rosamaria Murtinho em Cuca Legal (TV Globo, 1975), novela de Marcos Rey

    Herval Rossano com Rosamaria Murtinho e Françoise Forton em Cuca Legal 

    Herval Rossano com Aracy Cardoso e Iris Koskdoshi em À Sombra dos Laranjais (TV Globo, 1977), novela de Silvan Paezzo

    Herval Rossano com Aracy Cardoso em À Sombra dos Laranjais 

    Herval Rossano com Lauro Góes em À Sombra dos Laranjais 

    Herval Rossano com Ary Fontoura em À Sombra dos Laranjais 

    Herval Rossano com Aracy Cardoso em À Sombra dos Laranjais 


    Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog Revista Amiga e Novelas (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, Cedoc (TV Globo), sites diversos da Internet, site Banco de Conteudos Culturais (www.bcc.org.br) 


    0 0

    Edwin Frederico Luisi nasceu em São Paulo no dia  11 de fevereiro de 1947. Formado pela Escola de Arte Dramática (EAD) de São Paulo, começou atuando em teatro, onde teve papéis destacados em À Margem da Vida, Ensaio Selvagem, Ricardo III, Os Executivos, Tome Conta de Amèlie, Amadeus, A Resistência, Freud no Distante País da Alma, Tango Bolero Cha Cha Cha, entre dezenas de outros espetáculos.

    Também participou de alguns filmes, mas foi na televisão de alcançou enorme popularidade ao interpretar, em 1976,  o galã de A Escrava Isaura na TV Globo. Antes disso havia participado de teleteatros na TV Cultura (Vestido de Noiva, A Fronteira, Vejo a Lua No Céu) e algumas novelas na TV Tupi (Camomila e Bem-me-Quer, Vida do Arco e Canção Para Isabel). Depois de A Escrava Isauraparticipou de outros sucessos da TV Globo como Pecado Rasgado, Dona Xepa,  O Astro e Pacto de Sangue. Em 1984 transferiu-se  para a TV Manchete, atuando em Marquesa de Santos, Dona Beija e Tudo ou Nada. Passada a fase de galã, participou de minisséries e novelas na TV Globo, TV Record, TV Bandeirantes e SBT em paralelo com seus trabalhos em teatro, onde foi diversas vezes premiado.

    Aqui estão alguns registros de sua trajetória.

    Edwin Luisi

    Edwin Luisi

    Edwin Luisi

    Edwin Luisi
    Edwin Luisi 

    Edwin Luisi

    Edwin Luisi
    Edwin Luisi
    Edwin Luisi

    Edwin Luisi na capa do livro biográfico

    Edwin Luisi com Guta, a coordenadora de elencos da TV Globo nos anos 1970

    Edwin Luisi com Beatriz Segall e Ariclê Perez na peça À Margem da Vida

    Edwin Luisi com Raul Cortez na peça Amadeus
    Edwin Luisi na peça Tango, Bolero e Cha Cha Cha

    Edwin Luisi na peça Tango, Bolero e Cha Cha Cha

    Edwin Luisi com Carlos Bonow na peça Tango, Bolero e Cha Cha Cha

    Edwin Luisi 

    Edwin Luisi